Terapias tradicionais ou alternativas? Todas!

Atualizado: Fev 17




Sempre fui um pouco cética quanto a terapias alternativas. Sou acadêmica de Psicologia e prezo pela Ciência, pelo comprometimento em estudar e preparar-me para lidar com as questões mais profundas da mente humana. E assim sigo, agora, indo para o 6º semestre, estudando muito e tratando a psicologia com a maior seriedade e responsabilidade que é possível.


No entanto, com o tempo, minha mente foi se abrindo. Abrindo-se ao novo, ao inusitado, ao inexplicável até. Quando, há um tempo atrás, sofri com sintomas de depressão (e sou ansiosa por natureza rsrsrs), eu intensifiquei o tratamento com a minha psicóloga (que aliás, é minha ídola heheeh) e recorri a um profissional da psiquiatria.


Além disso e, acertadamente, procurei, também, terapias alternativas (Reike, Barras de Access, massagens terapêuticas...), “pagando para ver” (quando se está à beira do abismo, você só quer melhorar). Foi quando senti os benefícios e as mudanças (desse conjunto todo) na própria pele e compreendi qual o motivo de terapias holísticas e energéticas fazerem tanto sucesso aos mais diferentes indivíduos: elas objetivam, nada mais nada menos, AJUDAR PESSOAS. Fazer o bem, simples assim. E FAZEM.


Leio em muitas postagens e em diversos veículos de informação um sem fim de críticas às terapias alternativas e aos profissionais do Coaching, como se apenas o que é “científico” tivesse valor. Como todos sabem, eu sou Coach também, fiz uma formação séria (e cara) numa das melhores escolas de Coaching do país (com certificação internacional, inclusive) e, desde então, tenho trabalhado com isso, AJUDANDO pessoas e ajudando a mim mesma, porque amo o que faço. Tenho total comprometimento com meus clientes, e sei separar muito bem as coisas: o que é da psicologia e o que é do coaching, até porque não sou psicóloga e, obviamente, não atuo como tal, ainda.


Não escolhi ser Coach por nada. Foi porque pesquisei, me informei e passei por um processo de Coaching (dois processos, aliás) e senti os benefícios das técnicas e metodologias utilizadas no processo. É científico? Não. Ajuda pessoas? Sim. Transforma vidas? Sim. E é desse olhar que precisamos antes de banalizar a técnica com base em maus profissionais. Sim, porque há muitos coaches por aí que não fazem um bom trabalho. Assim, como há médicos ruins, psicólogos ruins, professores ruins, engenheiros ruins. Não se mede o todo por uma parte. “Ah, mas Coach não é profissão” e blá blá blá. Mais um tipo de mi mi mi que só atrasa a humanidade.

Precisamos nos livrar desse tipo de julgamento e do preconceito. Isso não cria nenhum tipo de crescimento para ninguém.


Bom, mas não para por aí (EU não paro na verdade rsrsr). Resolvi conhecer um pouco de física quântica, de assuntos relacionados às energias. E fui fazer uma formação em Access Consciousness®, para atuar como terapeuta de Barras de Access®. Foi porque achei o nome chique? Não. Foi porque pesquisei, estudei, e recebi a terapia de Barras. E os benefícios foram incríveis. Já existem estudos na área de neurociência que comprovam esses benefícios. E mais uma vez: ajuda pessoas? Sim. Transforma realidades? Sim. Traz algum mal para quem recebe? Não.


Então, acho que o pensamento de abundância do BEM como prática de vida deve se ater um pouco a isso: AJUDAR O OUTRO. CONTRIBUIR. Isso tem valor. Cada um com suas crenças, com sua ciência, com seus estudos, com seu trabalho. Não critique o que você não conhece a fundo. Não generalize e não julgue. Isso não cria nada de bom para a vida das pessoas, a começar pela sua.


Continuo na Ciência da Psicologia… estudando muito por ser completamente apaixonada e comprometida e por querer dar o melhor de mim aos meus pacientes futuramente. Mas me mantenho aberta ao “alternativo”, ao “energético”, porque fazem o BEM, porque contribuem positivamente na vida das pessoas.


#coaching #mentoria #accessconsciousness #terapiasalternativas#ajudarpessoas #menosmimimi #psicologia #fazerobem#visaodeabundancia

0 visualização
CONTATOS

Tel/WhatsApp (54) 999593326

Facebook: /anarita.sabadin

Instagram: @anaritasabadinn

E-mail: anarita.sabadin@yahoo.com.br

Endereço profissional: Rua Silva Jardim, 2141 - 608. Centro - Santa Maria/RS

"Empoderando pessoas a saberem o que já sabem"

Nome *

Email *

Assunto *

Telefone *

Mensagem *