Como ficar satisfeito no dia-a-dia do seu relacionamento afetivo?

Como ficar satisfeito no dia-a-dia em que são impostas aos casais rotinas práticas, incompatíveis com o romantismo do início do relacionamento?




Essa é uma pergunta que não quer calar, o que casa muito bem com a ideia de que a paixão acaba e o que fica é a rotina de um relacionamento estabilizado. A paixão é aquela coisa toda que nos acomete quando estamos iniciando um relacionamento… momentos em que a química é muito alta, em que tudo é novo e extremamente intenso. É a novidade e a curiosidade que nos move, que nos leva a querer estar o tempo todo ao lado da pessoa. É a fase em que mal reconhecemos a nós mesmos, porque ficamos tão abobados e risonhos, quem nada no mundo pode nos abalar… rsrsrs.


Passa-se alguns meses e a coisa toda muda de figura. Ao mesmo tempo em que o relacionamento parece melhorar ainda mais e que você passa a conhecer melhor a pessoa que está com você, a paixão diminui, dando lugar a sensações mais tranquilas e estáveis. É a calmaria chegando.


E aí, depois de anos, se tem uma relação muitas vezes monótona, tomada pela rotina e pelos diversos afazeres de um casal. Então, como ficar satisfeito nesse cotidiano estável e rotineiro sem que se perca a graça de viver um relacionamento intenso e mais feliz? O que fica quando o romantismo e o interesse sexual se ajustam a rotina da vida do casal?


Primeiro, há de se levar em conta a dinâmica desse casal. Não há regras e nem receita de bolo para relacionamentos. O que existem são técnicas e ferramentas que podem ser usadas para que o casal não perca a conexão. No entanto, nada pode ser feito se não houver um fator muito importante que é o compromisso e a decisão de fazer mais pelo relacionamento. O comprometimento assumido por ambos em elevar o nível de satisfação perpassa pela autorresponsabilidade.


Os relacionamentos satisfeitos dependem de algumas habilidades de interação, tais como desenvolver capacidade para lidar com conflitos, comunicar-se de maneira assertiva, cultivar a confiança, o respeito e a compreensão, desenvolver a intimidade sexual. Sendo assim, a qualidade do relacionamento depende de vários fatores, mas o princípio norteador de uma relação estável e feliz é o compromisso em estreitar os laços e a intimidade.


A resposta para a pergunta inicial pode não ser tão evidente, o que nos causa um desconforto inominável, principalmente quando queremos, de fato, manter nosso relacionamento aceso. Mas, partindo do pressuposto de que apenas nós somos capazes de trabalhar em prol de nossa relação, podemos aprimorar nossas habilidades relacionais ou permanecer na mesmice e na insegurança até que o desfecho seja o rompimento.

0 visualização
CONTATOS

Tel/WhatsApp (54) 999593326

Facebook: /anarita.sabadin

Instagram: @anaritasabadinn

E-mail: anarita.sabadin@yahoo.com.br

Endereço profissional: Rua Conrado Hoffmann, 21 - 402 - Bairro Nossa Senhora de Lourdes - Santa Maria/RS

"Empoderando pessoas a saberem o que já sabem"